Fonds CEIN - Companhia Empório Industrial do Norte

Fachada da fábrica. Motor Diesel Acoplado ao Gerador Elétrico. Sala de Preparação Salão das Meiadeiras. Salão das Fiadeiras. Sala das Cardas. Sala de estiragem. Vista lateral do gerador elétrico Ponte de desembarque. Vista frontal do gerador elétrico.
Results 1 to 10 of 20 Show all

Identity area

Reference code

BR BAAPEB CEIN

Title

Companhia Empório Industrial do Norte

Date(s)

  • 1891-1973 (Creation)

Level of description

Fonds

Extent and medium

11,14 metros lineares de documentos textuais (manuscritos, datilografados e impressos), 29 documentos iconográficos, 09 documentos cartográficos e 05 telas a óleo que retratam os fundadores da Companhia.

Context area

Name of creator

(1891 - 1973)

Administrative history

Complexo industrial (fábrica-vila), do ramo têxtil, criado em 14/03/1891 por Luiz Tarquínio, Leopoldo José da Silva e Miguel Francisco Rodrigues de Moares na cidade de Salvador/BA.

Archival history

A Companhia Empório Industrial do Norte (CEIN) empresa do ramo têxtil, foi criada em 14 de março de 1891 por Luiz Tarquínio, Leopoldo José da Silva, Miguel Francisco Rodrigues de Moraes e, instalada na cidade de Salvador, no bairro da Boa Viagem, distrito dos Mares. A CEIN destacou-se à época pela originalidade ao implantar um complexo industrial fábrica-vila em uma área de 45.000 m² sendo a Vila contígua à Fábrica. A Fábrica Boa Viagem despertava atenção, inclusive, pelo fato de produzir tecidos até então não fabricados no Brasil. A Vila Operária era vista como um projeto arrojado e inovador do sócio Luiz Tarquinio, que antecedeu experiências como as de Jorge Street em São Paulo e a de Delmiro Gouveia no Estado de Alagoas, ambas iniciadas em 1911. Dispunha de uma infraestrutura muito diversa das suas congêneres na Bahia e no Brasil, sobretudo em condições de moradia: 258 casas, gabinete médico, farmácia, loja, creche, jardim de infância, água canalizada, esgoto, luz elétrica, gasogênio, açougue e armazém. Os benefícios advindos, em decorrência do modelo implantado, logo nos anos pós-abolição levou mesmo a suspeitas de iniciativas socialistas, embora o próprio Luiz Tarquínio justificasse as medidas como geradoras de maior eficiência e lucro. Os gastos com a Vila seriam menores que o prejuízo econômico gerado pelo absenteísmo sistemático, caso os operários morassem longe de seu local de trabalho. A unidade de produção CEIN foi erguida a partir de uma intensa obra de saneamento em que se destacaram os idealizadores Luiz Tarquínio e Leopoldo José da Silva. Eles transplantaram experiências de grandes centos europeus, principalmente da Inglaterra, e procuraram adapta-las à realidade da Bahia e do Brasil. Rejeitaram, portanto, “as comuns ofertas de fábricas completas” e ao mesmo tempo projetaram a Vila Operária, contígua à fábrica. A CEIN teve, ao lado de outras fábricas do gênero, grande impacto no caminho percorrido pela Bahia em busca da industrialização. Foi uma das 29 empresas baianas criadas em 1891, dentre as quais 03 eram têxteis. A sua implantação obedeceu a critérios e estudos de matéria-prima, produção e mercado. Em 1923, com 32 anos de funcionamento o capital da CEIN era de 6.000:000$000 e o valor de 1.500:000$000 de reservas. Contava então com 1.350 operários e 1.300 teares, 50% e 30%, respectivamente, a mais em relação aos primeiros anos de funcionamento. Exportava tecidos para os estados da federação e para o exterior. Mantinha contato permanente com as indústrias e instituições financeiras internacionais. Mas, a CEIN vinha decrescendo seu ritmo de produção desde a segunda metade da década de 1960 até a paralisação total de suas atividades, e assim permanecendo durante 18 meses. Porém, da CEIN dependia mais de mil famílias. Em julho de 1973 a Empresa "Atlântico Sul-Comércio, Exportação e Importação S.A." (Jornal A Tarde, 25 de julho de 1974. Relatório apresentado aos acionistas. p. 15.) adquiriu o controle acionário da mesma, assumindo sua administração. Em 1973 a CEIN declarou a falência.

Immediate source of acquisition or transfer

A documentação produzida e acumulada pela CEIN (1891-1973), conforme declarou o Professor José Luís Pamponet Sampaio, historiador (falecido início deste século), se constitui de documentos que “abrangem una diversidade de papéis que datam dos primeiros anos de existência da Companhia e que foram reunidos e organizados em várias pastas, conservadas no arquivo da empresa”. É oportuno realçar que o historiador se tornou o pioneiro a investigar e desenvolver trabalho acadêmico-científico fundamentado no conjunto documental em apreço. A dissertação de mestrado (1972-1975) intitulada "Evolução de uma empresa no contexto da industrialização brasileira: a Companhia Empório Industrial do Norte", é referência obrigatória a todos que se propõem estudar a CEIN. Após conclui o mestrado Pamponet continuou a estudar e a pesquisar sobre a CEIN. Tanto que em 1987 intermediou a doação do arquivo da CEIN ao Arquivo Público do Estado da Estado da Bahia, época que não mais se encontravam à frente do empreendimento os administradores descendentes dos pioneiros. A doação está registrada em Relatório da Direção do APEB de 09 de março de 1987, à época da gestão da historiadora Anna Amélia Vieira Nascimento.

Content and structure area

Scope and content

Apólices de Seguros; Atas; Balancetes; Copiador de Cartas; Copiador de Faturas; Correspondências Recebidas e Expedidas; Demonstrativos de Perdas e Ganhos; Escritura de Doações; Estatutos; Faturas; Guias de Cauções; Inventários; Inscrição de Imposto de Vendas e Consignações; Livro de Almoxarifado; Livros Auxiliar; Livros Balanço; Livros Caixa; Livro Custos de Produção; Livros Diários; Livros de Amostras de Tecidos; Livros de Dividendos; Livros Razão; Livros de Recibo de Férias; Livro de Transferências de Ações; Precatórias; Procurações; Propostas de Assembleias da Fábrica; Regimento Interno do Trabalho; Relatórios da Diretoria; Relatórios de Exercícios Anuais; Registros de Acionistas; Registros de Ações; Registros de Compras; Registros de Conta Corrente; Registros de Duplicatas; Registro de Embarques; Registro de Encomendas; Relação de Moradores da Vila; Revistas Têxteis.

Appraisal, destruction and scheduling

Accruals

System of arrangement

Conditions of access and use area

Conditions governing access

Documentos manuscritos e impressos originais acessíveis após avaliação do estado de conservação.

Conditions governing reproduction

Por meio de máquina digital, sem utilização de flash, condicionada ao preenchimento do Termo de Responsabilidade pelo Uso de Reproduções de Documentos/Imagens.

Language of material

  • German
  • Spanish
  • French
  • English
  • Portuguese

Script of material

Language and script notes

Physical characteristics and technical requirements

Finding aids

Inventário Analítico da Companhia Empório Industrial do Norte, elaborado pela Seção de Arquivos Privados do APEB.

Allied materials area

Existence and location of originals

Existence and location of copies

Related units of description

Related descriptions

Notes area

Note

Estado de conservação: regular.

Alternative identifier(s)

Access points

Place access points

Name access points

Genre access points

Description control area

Description identifier

Institution identifier

Rules and/or conventions used

CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS. Nobrade: Norma Brasileira de Descrição Arquivística. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2006.

Status

Level of detail

Dates of creation revision deletion

Criação: Julho de 2010
Revisão: maio de 2014.

Language(s)

Script(s)

Sources

MATOS, Vanessa Cristina Santos (UFBA). Uma História da Vila Operária: na perspectiva de Gênero e Classe. Salvador. Fazendo Gênero 8 – Corpo, Violência e Poder. Primeira Repúb.
SANTOS. Marilécia Oliveira. O viver na “Cidade do Bem”: tensões, conflitos e acomodações na Vila Operária de Luiz Tarquínio na Boa Viagem/BA. Tese apresentada ao Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte, 2010.
SAMPAIO, José Luis Pamponet. Evolução de uma Empresa no Contexto da Industrialização Brasileira: A Companhia Empório Industrial do Norte (1891-1930). Dissertação apresentada ao Mestrado de Ciências Humanas da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, 1975.
STERLING, Webber. Indústria Têxtil na Bahia: O Apogeu no século XIX e tendências atuais. Disponível em: http://www.desenbahia.ba.gov.br/recursos/news/video/%7BFA3F2072-1B70-46DD-8F4D-DB4DC4A1C3B%7D_Artigo_10.pdf. Acessado 13/07/2010

Archivist's note

Diretora do Arquivo Público do Estado da Bahia - Maria Teresa Navarro de Britto Matos; Coordenadora de Pesquisa - Rita de Cássia Santana de Carvalho Rosado; Equipe Técnica - Adriana Sousa Silva (Supervisão e normatização); Libânia da Silva Santos (Coordenação do arranjo, descrição e inserção AtoM); Bento Chastinet da Silva, Eduardo Motta Witzel, Fernanda Santos de Jesus, Joemerson Santos da Conceição, Juliana Alves Nunes Timbó, Katiene Gringo de Menezes, Lorene Prado Oliveira dos Santos (Descrição); Fernanda Santos de Jesus; Jetro do Carmo da Luz e Leandro Lima dos Santos (Digitação); Ana Claudia Lima Cupertino, Bárbara Alessandra Leal Saldanha e Joemerson Santos da Conceição (Medição).

Archivist's note

Descrição preliminar: julho de 2010; Arranjo e consolidação da descrição: maio de 2014; Digitação e ajustes: setembro de 2014; Revisão final: dezembro 2016; Inserção AtoM: janeiro 2017; Publicação: março 2017.

Accession area